Sem categoria

A história da Dança

pos_344

Olá meus amores.

Nada mais justo que hoje falarmos um pouquinho de onde veio o que mais amamos: a Dança.

Vamos começar?

A dança é uma das três principais artes cênicas da Antiguidade, ao lado do teatro e da música. Ela se caracteriza pelo uso do corpo seguindo movimentos previamente estabelecidos (coreografia) ou improvisados (dança livre). A dança, na maioria das vezes é acompanhada de música e envolve a expressão de sentimentos e pode ser uma manifestação artística ou uma forma de divertimento ou cerimônia.

Tudo começou na Pré-História quando os homens batiam os pés no chão. Eles dançavam pela sobrevivência, dançavam para a natureza em busca de mais alimentos, água e também em forma de agradecimento. A dança era quase um instinto e esses acontecimentos registrados nas paredes de cavernas em forma de desenhos, ficaram conhecidos como arte rupestre. Com o passar do tempo, foram dando mais intensidade aos sons, descobrindo que seriam capazes de criar outros ritmos, conciliando os passos com as mãos, através das palmas.

Dance 1

Aos poucos a dança foi surgindo na vida do homem. O surgimento das danças em grupo aconteceu através dos rituais religiosos, em que as pessoas faziam agradecimentos ou pedidos aos deuses. Os primeiros registros dessas danças foi no Egito. Na Grécia a dança veio em virtude das comemorações aos jogos olímpicos. Em Roma, as danças se voltaram para as formas sensuais, em homenagem ao deus Baco (deus do vinho), e dançava-se em festas e bacanais.

Mas, é só no Renascimento que a dança ressurge adquirindo um aspecto mais social e tornando-se mais complexa e passa a ter estudos específicos feitos por pessoas e grupos organizados sendo conhecida como balé. Até essa época a dança era algo improvisado, só a partir do Renascimento passa de divertimento, para uma forma mais disciplinada, surgindo repertórios de movimentos estilizados. O uso do termo ballet, na época balleto, significava um conjunto de ritmos e passos.
O século XVII é considerado o grande século do balé, saindo dos salões e transferindo-se para os palcos, provocando mudanças na maneira de se apresentar surgindo, assim, os espetáculos de dança.
A partir do século XVIII o ballet é executado nos palcos dos teatros por verdadeiros profissionais de ambos os sexos. A dança adquire todo o seu esplendor, com ricos e belos cenários e figurinos. O balé passa a contar uma história com começo, meio e fim.

550px-Pharaoh's_Daughter_-Pas_des_chasseresses_-1898_-1

No século XIX a dança sofre uma renovação se tornando mais livre, mais solta. Em contrapartida foram surgindo também as danças feitas em pares, como a valsa, a polca, o tango, dentre outras. Estas, a princípio, não foram aceitas pelos mais conservadores, até que no século XX surgiu o rock’n roll, que revolucionou o estilo musical e, consequentemente, os ritmos das danças.

         10219_images           tango-end-position       significado-dos-sonhos-dança

Em 1982 foi instituído pelo CID (Comitê Internacional da Dança) da UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura) o Dia Internacional da Dança, comemorado no dia 29 de abril. Essa data foi escolhida por ser a data de nascimento de Jean-Georges Noverre, um mestre do balé francês. Por coincidência, a data está associada a uma personalidade brasileira de importância no ballet, Marika Gidali, bailarina co-fundadora do Ballet Stagium em São Paulo, que também nasceu no dia 29 de abril.

No início dos anos 1920, os estudos de dança (dança prática, teoria crítica, análise musical e história) começaram a ser considerados uma disciplina acadêmica. No final do século XX, esses estudos se tornam parte integrante de muitos programas de artes e humanidades das universidades. Até que graduação desde o bacharelado até o doutorado e programas de pós-graduação de dança passaram a ser disponíveis para estudos.

Assim como a mistura dos povos foram acontecendo, os aspectos culturais foram se difundindo.

O maracatu, o samba e a rumba são prova disso, pois através das danças vindas dos negros, dos índios e dos europeus esses ritmos se originaram.

Hoje em dia as danças voltaram-se muito para o lado da sensualidade, sendo mais divulgadas e aceitas por todo o mundo. Nos países do Oriente Médio a dança do ventre é muito difundida; e no Brasil, o funk e o samba são populares. Além desses, o strip-tease tem tido grande repercussão, principalmente se unido à dança inglesa, pole dance, também conhecida como a dança do cano.

É maravilhoso ver a diversidade de estilos de dança que possuímos. Desde o ballet clássico, passando pela dança moderna, a dança contemporânea, sapateado, jazz, dança de salão e indo até as danças regionais.

E assim cada vez mais a dança vai sendo reconhecida e tendo uma maior visibilidade, lembrando sempre de sua importância e de suas demandas.

  Sapateado-03   frevo    danca-contemporanea

Espero que tenham gostado de saber um pouquinho mais sobre a dança.

Beijo e até mais.

LOGO

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s