Amor a Dança · Ballet · Superação · Visões da Dança

“Visões da Dança” – por Letícia Foleto

Processed with VSCOcam with c1 preset

Oi oi meus amores! Hoje o nosso depoimento é sobre a dança moderna, o Contemporâneo, com essa graça de bailarina a Letícia Foleto – 17 anos – daqui de Ribeirão Preto. Confiram!

Processed with VSCOcam with c1 preset

Processed with VSCOcam with c1 preset

“Meu nome é Letícia Foleto, tenho 17 anos e com um enorme prazer aceitei o convite dessas maravilhosas blogueiras para falar um pouco do que sei e do meu amor pela dança, focando mais no contemporâneo que hoje é o que me dá motivação para nunca parar de dançar.

Vou falar um pouco da minha vida com a dança.

Bom pessoal, quando eu era menor não passava em minha cabeça dançar, não conseguia me ver dançando. Aos meus 6 anos de idade eu, junto com minha família, descobrimos que eu tinha uma doença rara: Legg Perths, e então dali em diante sabíamos que juntos teríamos que superar as dificuldades. Usei alguns aparelhos e até por cirurgia passei, mas com muita luta superei. Em minha recuperação, o médico disse o que eu não queria escutar mas naquele momento faria de tudo em minha recuperação. Para voltar mais rápido à minha vida “normal” ele aconselhou a dança. Então aceitei. Comecei com o Jazz, depois o Ballet Clássico e enfim conheci o Contemporâneo e logo me identifiquei e vi que dançar era aquilo que eu fazia de melhor. Hoje estou fazendo o que mais gosto estou cursando meu último ano do técnico e estou dando aula, passando para outros tudo o que sei e a beleza da dança moderna (o Contemporâneo).

Agora vou passar para vocês um pouco mais sobre o contemporâneo.

Em minha primeira aula , meu professor sendo claro, citou a frase que mais se aproxima desse tipo de dança: o Contemporâneo é a dança mais perto do ser humano.

É uma dança onde o artista pode expressar seus sentimentos de um modo mais atual, sem regras de como ter que dançar.

O Contemporâneo é o tipo de dança que explora possibilidades motoras do corpo, o emprego do espaço e do ritmo corporal em movimento.

Muitos bailarinos perguntam o porque de roupas soltas, meia ou até mesmo descalço. O contemporâneo, por não exigir o segmento de regras para a dança, não exige também aquilo que não te deixa a vontade, por isso é a mais perto do ser humano.

Gostaria de agradecer a todos, especialmente a Letícia e a Mayara que me deram a oportunidade de passar o que sei, aos meus professores que com paciência me mostraram a razão e a motivação de continuar dançando e jamais pensar em desistir e claro a minha família especialmente a minha mãe que com muita dificuldade jamais desistiu de acreditar em mim e jamais me abandonou!

Beijos e obrigada!

Se a dança é o que te faz feliz, jamais deixe que atrapalhem isso e jamais desista de seus sonhos, pois sem seus sonhos vocês não seriam o que são hoje!”

Assistam a Foleto em uma sequência de aula.
Sequência

Processed with VSCOcam with c1 preset

Agradecemos a Letícia por esse lindo depoimento deixando um pouco do que ela ama fazer aqui no blog. Volte sempre Foleto ❤

Beijos e até breve

LOGO

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s