Sem categoria

Pé de Bailarina – Bolhas: Como cuidar

1268682000_80849456_1-Pilates-Yoga-e-Ballet-em-Sao-Caetano-do-Sul-Santo-Andre

Olá amores ❤ !

Hoje vamos falar dos pés de bailarina e de algo que sempre os aterroriza… AS BOLHAS!!!

Poucas coisas são tão chatas e dolorosas como bolhas no pé. Nós bailarinas sabemos disso! Muitas de vocês já devem ter sentido uma dorzinha no dedo e quando tirou a sapatilha de ponta viu aquela “maravilhosa” bolha formada não é mesmo? Isso quando ela já não está estourada…ou até mesmo sangrando em casos mais doloridos.

Por isso que no post de hoje vamos explicar como surgem as bolhas e como cuidar dos seus pés quando elas aparecem sem precisar ficar sem ir nas aulas ou ensaios.

Todos prontos? Vamos lá.

7c7e5b95ce03779e18f7e8071141d83e

Como surgem as bolhas?

As bolhas ocorrem quando a pele é friccionada para frente e para trás de encontro ao interior da sapatilha.

Existem vários motivos que, isolados ou combinados, proporcionam o aparecimento de bolhas. Os mais comuns são:

  • Suor, que amolece a pele e a deixa mais sensível ao atrito;
  • Desajuste das meias, causando uma fricção irregular entre meia e pele;
  • Tomar banho quente antes de caminhar;
  • Utilização de calçados inadequados e não impermeáveis; costuras ou protuberâncias internas do calçado.

Como prevenir?

É recomendável comprar sapatilhas adequadas, que não machuquem os pés. Jamais usar sapatos muito apertados, mas também não deixá-los folgados para não roçar. O ideal é carregar o básico de cuidados com os pés, esparadrapo, algodão e pomada. Se você faz ballet a mais tempo, sabe onde vão se formar as bolhas e se bobear já tem aquele calinho em algum lugar do pé. Então o ideal é colocar o esparadrapo lá onde você sabe que pode surgir a bolha. Outro local bom que colocar o esparadrapo é no calcanhar, pois se o ensaio/aula demorar um tempo razoável, a sapatilha machuca no calcanhar com certeza. Se você tem joanete é bom colocar o esparadrapo lá também, pois como é uma parte “saliente” do pé, fica roçando na sapatilha e pode causar bolhas, no segundo dedo. Lembrando que é não para enfaixar todos os dedos e fazer do seu pé uma múmia. 

Para quem está começando com as pontas, o ideal é deixar seu pé um pouco a vontade, assim você cria a proteção natural, por exemplo, aparece uma bolha, ela vira um calo e daí vira uma proteção natural dos pés (por isso pés de bailarinas são “feios” e “tortos”), sem contar que você vai saber exatamente onde seu pé precisa de mais cuidados.

                 1-post1        D_rio_de_sapatilha

Estou com bolhas! E agora?

A maioria das bolhas causadas pelo trabalho de ponta estoura e há às vezes sangramento. Uma vez que a pele crua é exposta, a dor de dançar com uma bolha aberta é enorme. Abaixo os passos de como cuidar da sua bolha:

  • Lave a região com água morna e sabonete. Passe um spray anti-séptico.
  • Se a bolha ainda não estourou devemos estourar ou não a bolha? Se a bolha não estiver tornando o ato de andar doloroso, é melhor esperar a bolha sarar sozinha. Se não houver outro jeito, resta secar a bolha estourando-a e retirando o líquido que fica dentro dela. Para começar, esterilize uma agulha com água fervente ou compre uma agulha esterilizada na farmácia. Insira a agulha na lateral da base da bolha e vá retirando o líquido que for saindo com papel absorvente ou gaze esterilizada.
  • Não arranque a pele solta que cobre a bolha. Isso pode se tornar a porta de entrada para infecções. A pele que cobre a bolha oferece proteção natural para a pele em carne viva logo abaixo. Caso decida remover assim mesmo, use uma tesoura ou alicate esterilizados. Se você tentar tirar puxando a pelinha, a ferida vai aumentar ainda mais.
  • É importante fazer a assepsia da área. Aplique Merthiolate ou um spray antisséptico no local da bolha, que se tornou uma ferida aberta e vulnerável a infecções.
  • Proteja a área da bolha. Use gaze com esparadrapo ou um curativo como o band-aid.
  • Ar fresco. Sempre que possível, deixe a área afetada respirar um pouco sem curativos.
  • Não piore o problema!!! Caso tenha que continuar se exercitando e submetendo o local da bolha ao atrito, pelo menos aplique um antisséptico ou uma xolicaina em pomada e cubra a bolha com esparadrapo e gaze (mais fácil de remover do que um band-aid). Capriche no esparadrapo para que o curativo não saia do lugar durante o exercício.
  • Mantenha a área afetada sempre limpa e continue aplicando um antisséptico.

Está vendo? Com essas dicas e esclarecimentos todos nós conseguimos sobreviver a esse terror das bailarinas: AS BOLHAS! rsrs

Espero que tenham gostado. 🙂

Se tiverem mais algumas dicas deixem aqui pra gente também.

Beijinhos e até a próxima.

LOGO
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s