Datas Comemorativas

Feliz Dia Internacional da Mulher

Oi oi meus amores ❤

Excepcionalmente essa semana nosso post foi transferido para hoje, terça-feira.

Maaaaas foi por uma boa causa. Porque hoje é o dia Internacional da Mulher! 🙂

E nada mais justo do que prestarmos uma homenagem a todas elas e contar um pouquinho do envolvimento da mulher na dança.

O envolvimento da mulher com a dança vem de milhares de anos atrás. Os primeiros contatos da mulher com dança datam de 7000 e 5000 A.C. no oriente, onde a mulher utilizava a dança do ventre com objetivo de se preparar, através de ritos religiosos dedicados a deusas, para se tornarem mães.

Já no ballet a história começou há 500 anos atrás na Itália. Nessa época os nobres italianos divertiam seus ilustres visitantes com espetáculos de poesia, música, mímica e dança. Quando a italiana Catarina de Medicis casou com o rei Henrique II e se tornou rainha da França, introduziu esse tipo de espetáculo na corte francesa, com grande sucesso. O mais belo e famoso espetáculo oferecido na corte desses reis foi o “Ballet Cômico da Rainha”, em 1581, para celebrar o casamento da irmã de Catarina. Esse ballet durava de 5 a 6 horas e fez com que rainha fosse invejada por todas as outras casas reais européias, além de ter uma grande influência na formação de outros conjuntos de dança em todo o mundo.

Porém quando a dança se tornou mais que um passatempo da corte, se tornou uma profissão, os espetáculos de ballet foram transferidos dos salões para teatros. Em princípios, todos os bailarinos eram homens, que também faziam os papéis femininos, mas no fim do século XVII, a Escola de Dança passou a formar bailarinas mulheres, que ganharam logo importância, apesar de terem seus movimentos ainda limitados pelos complicados figurinos.

No século XIX a mulher chega ao auge da importância no balé romântico. Esta escalada já vinha sendo trilhada pela mudança no traje e nos enredos e também com a sapatilha de ponta conseguindo subir ao topo do etéreo e conquista as grandes plateias. Nesta época, Marie Taglioni (1804 a 1884) tornou-se a bailarina mais conhecida da era romântica. Filha do maitre de ballet Filippo Taglioni, foi a primeira bailarina a dançar na ponta dos pés adotando as sapatilhas adequadas.

Na dança moderna é iniciada por três mulheres: Isadora Duncan, Ruth Saint Dennis e Loie Fuller, trazendo para a dança as mudanças do papel na sociedade da mulher no século XX.
Peça fundamental em diversas modalidades de danças, como Tango, Garfieira, Flameco, entre outras; a mulher vem ganhando um espaço cada vez maior, não só na vida, mas também no Salão. Coloca sua paixão em tudo que faz e encanta a todos com sua beleza, dedicação e excelência.

 

chan-hon-goh2

Parabéns a todas as mulheres nesse dia especial.

 

Beijos e até a próxima.

LOGO

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s